VÔO SEM RUMO (leni)

Queria voar bem longe…tão longe quanto possível…
Queria ir bem mais longe do que pensei conseguir.
Ir além do infinito, do sonho, do horizonte,
ir buscar no imaginário,
o outro lado da vida, esquecido e abandonado.

Queria poder buscar o tesouro escondido no pote da eternidade.
Onde a vida é bem mais longa e todos correm, sem rumo,
atrás da felicidade.

A noite, nos cobra sonhos…
O sol, a dignidade…
A vida, nos cobra, em dobro, a tal da cumplicidade

E assim, seguimos em frente, sem saber o rumo certo.
E vamos nos contentando, cada um, no seu deserto.
Até chegar o momento, que, bem mais longe daqui,
veremos tudo de perto !
Traçando nossos caminhos…
sabendo – mesmo sem rumo –
que o  mais longe… é bem mais perto..

Anúncios