TRISTE MANHÃ (Leni)

Nesta manhã…sem vida, amanhecí vazia
e nem sol existia, em meus olhos de inverno
e nem vida em meus sonhos, calor em meus lábios.
Já nada mais havia, na triste manhã…
louca manhã sem sol, manhã sem poesia.

Nem a lua, que ontem brilhava, sorrindo,
possuia também o esplendor tão profundo
que nas noites sem vida, acalentou meu mundo.

E calada…fiquei observando o nada
que em mim penetrou, na infeliz madrugada
quando o sol se escondeu e me deixou chorando,
pensativa e sozinha.

E sem você, sem sonho, a procurar alento,
eu chorei… e nem viver sequer mais, eu queria.
Sem alento, calada, solucei perdida.
E na manhã vazia…amanhecí sem vida.

Anúncios

TUA PARTIDA ( Leni )

Em teus olhos de sonho, mergulhei sorrindo
em teus lábios frementes, suspirei de amores
e deixei em tu’alma, minh’alma enlaçada
a sonhar com aromas de festas e flores.

Entreguei minha vida, coração e sonhos
esperando encontrar em tua vida, paz…
uma canção qualquer, uma ilusão a mais
para embalar meus dias calados…tristonhos.

E sem nada encontrar, caminhei só…perdida
já não crendo em você, em mim mesma, na vida
e no amor que eu pensei ser só meu…e agora,
soluçando, ao ouvir a minh’alma que chora,
te procuro ao redor, mas não encontro nada !

E sem você, sem sonho, esperança e crença,
eu prossigo, clamando por tua presença
que um dia, em sonho, pensei existir.
Mas, ao invés de amor, só fantasia existe
e envolta nas nuvens de meus olhos tristes,
compreendo afinal, que é adeus…é saudade…
desesperadamente, entendo que partiste.