ESTRANHA SAUDADE ( Leni )

Que saudade é essa
que me sangra o peito e me corrói a alma ?!
Que estranhas lembranças
invadem meus sonhos, percorrem minh’alma !
Que dor mais doída,
essa que me acompanha em noites mal dormidas !

Será de um tempo que eu nunca vivi ?
mas queria tanto…!
ou será da vida que tive e perdí ?
triste desencanto…!

Tento não lembrar esse profundo abismo,
sentimento insano…
mas quando adormeço, fica mais intensa
a dor dessa verdade
e revive a história que deixei num tempo
que ficou distante…

Será que é saudade de antigos sonhos,
que nunca vivi?
Ou, talvez, lembranças de um feliz passado,
que nem conheci?

Restos de saudade…de uma promessa de felicidade
que perdí no tempo e nem sequer vivi…
É uma falta que nem sei do que
uma saudade que nem sei de onde
é nostalgia que me tira a calma…
que me sangra o peito e me corrói a alma…

———-o0o———-

Anúncios

SE PUDESSES… (leni)

Se pudesses sentir o vazio profundo, que me vai na alma,
e essa angústia, sem fim, que matou a ilusão
e atormenta meus sonhos,
sentirias a dor de uma noite sem lua,
de céu sem estrelas,
nesses olhos de inverno, chorando tristezas,
morrendo…sombrios…

Se pudesses o frio dest’alma aquecer e fazê-la contente,
reviverias em mim, alegrias inertes, de um mundo acabado
e verias pulsar novamente em meu peito infeliz, maltratado,
um coração que há muito… de tanto sofrer,
já estava parado…