FEBRE DE AMOR ( leni )

Eu pensei que pudesse esquecer teu carinho
e nunca mais sentir dentro em mim, a ilusão
que nasceu e ora vive esmagando-me a vida
num constante sofrer, em meus olhos vazios.

Eu pensei que na vida outro alento encontrasse
e nunca mais voltasse a sentir o que sinto
e nunca mais sofresse por teu amor ingrato,
e por você, meu bem, eu nunca mais chorasse.

Eu pensei…e lutei…pois queria esquecer
o amor impossível que em mim despertara
e aos poucos crescera…e então, como espinho,
os meus sonhos de amor um a um, sufocara.

Mas eu não consegui afastar de meus sonhos
essa febre de amor que com fúria invadia
transtornando minh’alma, pensamento e vida
e não pude retê-la…e por ela morria.

Por esse amor sofrendo, vou seguindo sozinha
procurando consolo em meus olhos tristonhos
e voltarei chorando à minha triste estrada,
a andar, como sempre, em caminhos de sonhos…

Anúncios

S.O.S. (leni)

Não estou mais em teus sonhos,
nem sequer em tua vida desejas minha presença.
Não estou mais em teus planos,
mas, como sombra, insisto, em perseguir os teus passos.

Não percebes meu calor, não sentes minha tristeza.
Não vês, em meus olhos, pranto.
Em mim, já não vês mais nada,
pois feito sombra, em penumbra,
estou sem luz, apagada…

Não quero viver das cinzas,
e nem mais me rastejar.
Nunca mais quero te amar ,
nem mendigar teu carinho.

Vou encontrar  novo amor, que saiba me admirar
Que como eu, também queira, viver plenamente a vida
e não ficar definhando no coração de ninguém.
Viver minha plenitude, desfrutar a juventude,
pois ela é tão passageira!

Se alguém me quiser assim,
por favor, que me procure.
É um S.O.S. de amor
de alguém que  acordou agora,despertou de um pesadelo,
e precisa de carinho

RESTOS DE SAUDADE (Leni)

Eu precisava tanto de você agora…

Será que sabes que eu existo, ainda ?

Acho que não… e também já nem te lembras

dos nossos pactos de amor, jurados…tão solenes…

Eu sim, me lembro – e eram tão sinceros

-“Não quero ser de mais ninguém no mundo,

se teu carinho eu perder, um dia…”

Lembras agora ? Eu dizia, jurava e tú sorrias

e repetias o mesmo, murmurando em meus ouvidos.

Como…o tempo pode levar para tão longe

nossos sonhos, nossas alegrias

e deixar inda presente e tão marcada

uma paixão, que se acabou há tanto ? !

Sei que essas mágoas cicatrizam para muitos,

somente em mim, ela ficou tão viva !

Quando o tempo, em silêncio, por aqui passou,

ela fingiu que dormia e se escondeu, mentindo…

mas ficou aqui comigo…e agora, sempre acorda

para fazer chorar meu coração ferido.

Eu não queria saber que ainda choras tanto…

nem que te lembras tanto que eu existo ainda.

Eu só queria que, de vez em quando,

esta saudade minha fosse embora

e chegasse até você, para dizer…pedindo…

-Ela precisa muito de você, agora…