SE PUDESSES… (leni)

Se pudesses sentir o vazio profundo, que me vai na alma,
e essa angústia, sem fim, que matou a ilusão
e atormenta meus sonhos,
sentirias a dor de uma noite sem lua,
de céu sem estrelas,
nesses olhos de inverno, chorando tristezas,
morrendo…sombrios…

Se pudesses o frio dest’alma aquecer e fazê-la contente,
reviverias em mim, alegrias inertes, de um mundo acabado
e verias pulsar novamente em meu peito infeliz, maltratado,
um coração que há muito… de tanto sofrer,
já estava parado…

Anúncios

DECEPÇÃO (Leni)

Como um cortejo de morte,
sinto meu corpo partindo.
Fujo de todos, com medo
da angústia que estou sentindo.

Sou pássaro, solitário, voando em busca dos pais.
Sou como árvore triste,
que ao ver seu galho caindo,
em vão, procura firmá-lo,
mas, forças, já não tem mais.

Estou tão só, neste mundo,
que viver nem me interessa.
Corram todos, passem todos
por mim, que não tenho pressa.

Não sei definir meu canto,
nem mesmo explicar meu pranto.
Qual apartamento, vago,
meu coração, tão sozinho, tem  placa para alugar.
Mas, como dono zeloso,
vou pedir, pra quem se informa,
que volte num outro dia,
pois agora, urgentemente,
vou fechá-lo pra reforma.

ANGÚSTIA (Leni)

E o mundo parou, no momento supremo em que estava ao teu lado.
E você era o céu, a estrela, era a vida…
era a luz, que nas horas de angústia, de dor,
me sentindo perdida, meus passos guiava.

E com sede de amor, eu fiquei em teus braços,
feliz…sonhadora
esperando que as horas parassem pra sempre
e eu pudesse ficar com você e ser tua,
e envolvida em teus braços, esquecer dos meus dias.

Eu quisera poder mergulhar em teus olhos
e sorver esse amor que procurei…sonhando…
e jamais encontrei…
mesmo  assim, me enganando, eu queria ficar com você para sempre.

Mas, senti de repente, que tudo passava…
os dias corriam, a noite chegava, e fiquei triste e só…esperando você.
Mas, as horas, sem pena, passavam depressa
e numa sombra de dor, novamente envolvida,
eu fiquei esperando você – que não vinha –

Percebí, afinal, o meu sonho acabando
e nascendo outro dia…e a solidão chegando…
e na triste manhã, quando o dia acordou,
como o mundo, também, minha vida parou